Curso pioneiro de artesanato em fibra de vidro quer abrir novas oportunidades de negócios na Ilha

llha Comprida – A transformação da fibra de vidro em uma infinidade de materiais como troféus, bandejas, flores e enfeites é a temática do curso Artesanato com fibra de Vidro ministrado pelo projetista profissional Paulo Ricardo  Jacobsen Heinemann às segundas e terças, das 14 às 16h30,  no Núcleo do Navega São Paulo, na Av. 27 de Outubro, antigo porto da balsa. 

O monitor destaca a versatilidade do material e o pioneirismo da iniciativa.”Artesanato com fibra de vidro é novidade

na região, tem mercado e  pode ser uma boa alternativa de geração de renda”, afirmou Heinemann, que  soma mais de vinte anos de experiência na área. Com duração de quatro meses, o curso é uma realização da Prefeitura da Ilha Comprida, por intermédio do Departamento de Desenvolvimento e Ação Social.  

Segundo a diretora Marta Hernandes, o  objetivo é promover capacitação técnica aos aprendizes em busca de novas oportunidades profissionais. A aprendiz Bete Cadeirante definiu o curso como “excelente”  porque não tem concorrência. “É uma atividade nova no município e, para fazer o artesanato, precisa passar pelo curso, aprender teoria e prática. Isso diminui a concorrência e abre novas possibilidades profissionais”.

A artesã Vanilda Cardoso afirmou que trata-se de um artesanato diferente com mercado promissor que vai exigir criatividade dos artesãos. “É um potencial não só de vendas na Ilha, mas também fora daqui com encomendas de peças.”

“ Há várias peças  de fibra que compramos de fora e agora vamos começar a produzir. Isso valoriza a nossa arte”  diz Cida Maleu, da Associação de Artesãos arte e Vida.  “Dá para fazer bastante coisa,tudo depende de nossa criatividade.  Já estou imaginando uma infinidade de artigos integrando fibra de taboa com a fibra de vidro” , afirma a artesã Silvia Regina da Cruz.