Divisão de Rendas Diversas convida hoteleiros e prestadores de serviços na área do turismo para segundo mutirão do Cadastur

O CADASTUR é o ponto de partida para os meios de hospedagem interessados na classificação internacional por estrelas.

Ilha Comprida- Maior visibilidade, acesso a linhas de crédito , novas oportunidades de negócios e acessos aos mercados nacionais e internacionais são os benefícios do CADASTUR, cadastro  nacional dos prestadores de serviços turísticos. O cadastro – executado pelo Ministério do Turismo  em parceria com os órgãos oficiais de turismo dos Estados e municípios – é gratuito e obrigatório para todos os meios de hospedagem e prestadores de serviços turísticos.

O início desse trabalho de cadastramento na Ilha foi em setembro do ano passado com palestra da coordenadora estadual do CADASTUR, Anália Machado, da Secretaria de Turismo do Estado. Aos empresários e comerciantes, ela explicou que o cadastro só traz vantagens para o setor.”Por que se cadastrar? Porque é fácil, vantajoso e gratuito”, explicou Anália. 

Além do acesso a linhas de crédito com juros baixos, ingresso nos programas oficiais Viaja Mais – Melhor Idade, Vai Brasil e outros, o CADASTUR  também oferece oportunidade de qualificação on line no programa Bem Receber. Anália Machado veio à Ilha a convite da Divisão de Turismo Municipal que, junto com a Divisão de Rendas Diversas, está empenhada na maior adesão possível ao Cadastur na Ilha.

Maior visibilidade – Anália adiantou que o Ministério do Turismo realizará campanha nacional orientando os turistas a só utilizarem serviços de empresas incluídas no CADASTUR. “O CADASTUR vai oferecer maior visibilidade para os negócios turísticos das cidades por intermédio dos portais oficiais das empresas e serviços legalizados”, afirmou.

 

Estrelas

Segundo Anália, o CADASTUR também é o ponto de partida para os meios de hospedagem interessados na classificação internacional por estrelas. “Essa é uma classificação mundial muito importante”, alertou. Além do CADASTUR – que é gratuito- os meios de hospedagem interessados na classificação devem preencher os requisitos oficiais do Ministério do Turismo. A aferição é feita pelo Instituto de Pesos e Medidas (IPEM), no serviço que custa R$ 1.600,00 – título válido por três anos.


Mutirões na Ilha para adesão ao CADASTUR

Além da orientação aos empresários e prestadores de serviços turísticos, a Divisão Municipal de Rendas Diversas realizará mutirões na Praça de Atendimento para o ingresso dos estabelecimentos no CADASTUR. O primeiro mutirão aconteceu em setembro do ano passado, quando foram chamados os primeiros empresários e prestadores de serviços turísticos. Em abril, acontecerá o segundo mutirão com os mesmos objetivos.

A meta da Prefeitura da Ilha é colaborar com a adesão de 100% dos meios de hospedagem do município.  Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (13) 3842 7000, com Creunice.  Data do novo mutirão será divulgada no www.ilhacomprida.sp.gov.br

 

 

Prefeito Décio afirma que a meta é pela maior adesão possível ao Cadastur

O prefeito Décio Ventura afirmou que a administração está mobilizada para incentivar a

maior adesão possível ao Cadastur. Para o prefeito, é fundamental que a cidade se organize e se prepare para atender  da melhor maneira e com a maior qualidade possível os visitantes, cada vez mais exigentes, assim como adequara rede hoteleira e de serviços da Ilha à legislação na área turística. “O Cadastur oferece novas e importantes possibilidades de

negócios, financiamentos, maior visibilidade e permite a classificação internacional por estrelas”, explicou o prefeito.