Hospital “Feliz Lembrança”

Imponente prédio, construído em 1870, em pedra e cal, está completamente abandonado, após mais de 130 anos servindo ao povo iguapense. Inaugurado em 1875, o hospital “Feliz Lembrança”, foi construído sob o apoio da Loja Maçônica “Feliz Lembrança”, tendo como um de seus benfeitores o Cônego Braga. Funcionou regularmente até por volta de 1996, quando fechou as suas portas e hoje encontra-se em ruínas. O prédio chegou a abrigar o escritor e filósofo franco-argelino Albert Camus, entre os dias 5 e 7 de agosto de 1949, em visita a Iguape, acompanhado de Oswald de Andrade, Paul Silvestre, adido cultural francês, e Rudá de Andrade, filho de Oswald, além do motorista. No livro de visitas da instituição, está a seguinte mensagem, escrita a mão pelo romancista, Oswald traduziu: “Ao Hospital Feliz Lembrança, que traz tão bem o seu nome, com a homenagem calorosa a este Brasil que aboliu a pena de morte e a esta Iguape onde a gente compreende esse gesto”.

 

CRÉDITOS:
Luciano Faustino
Acesse o Blog “História de Iguape”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *