Idolo antropomorfo de Iguape

O pesquisador Ricardo Krone (1862-1917), que morou em Iguape durante 30 anos, e era proprietário da “Pharmacia Popular”, encontrou em 1906, uma estatueta antropomorfa (representação estilizada da figura humana), esculpida em pedra gnaisse, medindo 9 cm de altura, 8 cm de comprimento por 3,2 cm de largura. A descoberta ocorreu durante uma de suas pesquisas há um quilômetro do sambaqui do Morro Grande, localizado entre o rio das Pedras e o rio Comprido, na Estação Ecológica da Juréia-Itatins. Esta, ficou conhecida nos meios científicos como ” Idolo de Iguape “. Sua idade, calculada pelo Carbono 14, revelou que possuia mais de 2500 anos. A estatueta original encontra-se no acervo do Museu de Arqueologia e Etnologia da USP, em São Paulo. No Museu Municipal de Iguape encontra-se uma cópia da peça.

CRÉDITOS: Luciano FaustinoAcesse o Blog “História de Iguape”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *