PRF apreende 160 mil Euros sem origem comprovada

prf019_15No dia de 17 de março de 2015, durante operação de combate ao crime, PRFs conseguiram apreender 160 mil Euros, o equivalente a aproximadamente R$ 550 mil, que não tinham qualquer documento que comprovasse sua origem. Além disso, um automóvel furtado foi recuperado. Os fatos ocorreram em Cajati e Registro.

Por volta das 19:00, na Unidade Operacional de Cajati, km 498 da Régis, PRFs abordaram a camioneta GM Spin de cor branca e placas de Nova Odessa/SP, ora conduzida por um eletrotécnico de 30 anos.

Ao vistoriarem o interior do veículo, dentro de uma mochila, os PRFs encontraram 160 mil Euros em notas de 50, o equivalente a aproximadamente R$ 550 mil. Questionado, o eletrotécnico deu várias versões sobre a origem do dinheiro. Umas delas, é que ele foi dado a ele por sua namorada, residente em Balneário Camboriú/SC. Ele não possui registro de antecedentes criminais.

Por não ter origem comprovada, todo dinheiro foi apreendido e será depositado numa conta da Justiça Estadual. Ele somente será devolvido se a origem lícita for comprovada. A limitação imposta pela lei para que não se necessite comprovar a origem do dinheiro que uma pessoa porta é de R$ 10 mil ou o equivalente, se em moeda estrangeira. O eletrotécnico foi liberado para continuar sua viagem, mas poderá responder criminalmente se descobrirem a origem ilícita do dinheiro.

Antes, às 11:30, na mesma operação, PRFs em serviço na Unidade Operacional de Registro, km 439 da Régis, abordaram um automóvel Renault Clio de cor preta e placas de Quatro Barras/PR, ora conduzido por um construtor de 34 anos. Ao pesquisarem a placa do veículo, os PRFs descobriram que havia uma queixa de furto registrada no sistema.

Por isso, logo após o registro do crime de Receptação e da apreensão do automóvel, o condutor foi recolhido ao sistema carcerário da região.

Participaram desta operação PRFs da Delegacia PRF de Registro