PRF encerra operação proclamação da república sem mortes

nota127-13Entre os dias 14 e 17 de novembro de 2013, em todo o Brasil, a PRF desencadeou a Operação Proclamação da República. Milhares de viaturas e PRFs estiveram nas rodovias e estradas federais brasileiras buscando garantir a segurança dos seus usuários.

No trecho da 5ª Delegacia, que compreende os municípios de Juquiá, Registro, Pariquera-Açú, Jacupiranga, Cajati e Barra do Turvo, os números foram bastante positivos. Apesar do recorde de veículos na rodovia, provocando congestionamento em vários pontos, foram registrados apenas 29 acidentes, sem nenhuma morte.

Porém, para que o feriado fosse tranquilo, foi preciso reforçar o patrulhamento. Além da operação para reduzir o congestionamento nas obras da ponte sobre o Rio Ribeira de Iguape, km 442,8 da Régis, município de Registro, houve intensificação da fiscalização e controle de velocidade dos veículos, nossa maior causa de acidentes. Foram mais de 4 mil flagrantes de excesso de velocidade. Quase seiscentos veículos foram fiscalizados no período, resultando na apreensão de centenas de perfumes importados ilegalmente, no flagrante de dois motoristas dirigindo alcoolizados e dois dirigindo em possuir habilitação, sendo um deles um adolescente. Um briga de trânsito, que poderia ter se transformada em homicídio, foi contida pela PRF.

No dia 14, às 19:00, PRFs em serviço na Unidade Operacional PRF Inspetor Sousa, km 525 da Régis, abordaram uma camioneta Ford Ecosport com placas do Rio de Janeiro, ora conduzida por um promotor de vendas de 48 anos que estava acompanhado de um aeroviário também de 48 anos. Ao vistoriar o interior do veículo, os PRFs encontraram 109 frascos de perfume, 02 receptores de TV a cabo e 01 HD externo, todos produzidos fora do Brasil. Questionados, ambos disseram que compraram os produtos no Paraguai e não os declararam à Receita Federal. Assim, logo após o registro da apreensão, a dupla foi liberada. Os produtos serão encaminhadas à Alfândega de Santos.

No dia 15, por volta das 10:30, durante atendimento a um acidente de trânsito na altura do km 499 da Régis, município de Cajati, PRFs constataram que o condutor da camioneta Asia Towner com placas do Paraná, um lavrador de 45 anos, evadiu-se do local do acidente, restando apenas o seu proprietário. Porém, mesmo fugindo, os PRFs constataram que ele não era habilitado, possível motivo da fuga. Após o registro do crime de trânsito de Dirigir sem Possuir Habilitação e Permitir que Dirija Veículo sem Possuir Habilitação, o proprietário do veículo foi liberado. O veículo foi apreendido e ainda os PRFs aplicaram multas que passaram dos R$ 1 mil pela falta de habilitação e pela autorização em dirigir dada pelo proprietário.

No dia 15, às 11:00, durante um congestionamento na altura do km 441 da Régis, município de Registro, dois caminhoneiros, um de 33 e outro de 34 anos, e dois moradores locais, um de 56 e outro de 28 anos, após discussão no trânsito, agrediram-se mutuamente, inclusive utilizando facões e chaves de roda. Imediatamente usuários avisaram equipes da PRF que estavam no início do congestionamento, no km 443, controlando o trânsito. Após intervenção, evitou-se que as agressões ficassem mais graves e até ocorresse a morte de algum dos envolvidos. Houve o registro das agressões e todos foram liberados para prosseguir viagem. Três deles ficaram feridos levemente.

No dia 15, às 13:50, durante atendimento a acidente de trânsito ocorrido no km 543 da Régis, município de Barra do Turvo, o automóvel Peugeot 205 com placas do Paraná, ora conduzido por um homem de 59 anos, colidiu contra a traseira de um caminhão que estava pagando a tarifa do pedágio. Em contato com o motorista, constatou-se que ele estava notoriamente alcoolizado. Através do etilômetro apurou-se o teor alcoólico de 0,87 miligramas de álcool por litro de ar alveolar (dos pulmões), ou seja, quase três vezes o suficiente para caracterizar crime.Após o registro do crime de trânsito de Dirigir Alcoolizado e da apreensão do automóvel e da habilitação, o motorista foi liberado para responder criminalmente em liberdade. Além disso, os PRFs aplicaram multa de quase R$ 2 mil pela embriaguez.

No dia 16, por volta das 16:00, durante patrulhamento na altura do km 506 da Régis, município de Cajati, PRFs abordaram a motocicleta Honda CG Titan com placa do Paraná. Após averiguações, constatou-se que o seu condutor, um estudante, tinha apenas 15 anos, sendo, por óbvio, inabilitado. Após o registro do ato infracional de Dirigir sem Habilitação, o adolescente foi entregue aos seus responsáveis legais. A motocicleta, que estava com o licenciamento atrasado, foi recolhida ao depósito da PRF. Além disso, os PRFs aplicaram multa de pouco mais de R$ 700,00 ao proprietário da motocicleta por permitir que o adolescente conduza veículo sem habilitação e pelo licenciamento em atraso.

No dia 17, às 19:20, durante atendimento a acidente de trânsito no altura do km 443 da Régis, trecho urbano de Registro, PRFs constataram que o condutor da motocicleta Honda CG 150 Titan com placa do Paraná, um homem de 38 anos, estava notoriamente alcoolizado. Através do etilômetro apurou-se o teor alcoólico de 0,49 miligramas de álcool por litro de ar alveolar, ou seja, o suficiente para caracterizar crime. Assim, logo após o registro do crime de trânsito de Dirigir Alcoolizado e da apreensão da motocicleta e da habilitação, o motociclista foi liberado para responder criminalmente em liberdade. Além disso, os PRFs aplicaram multa de quase R$ 2 mil pela embriaguez.

Participaram desta operação PRFs da 5ª Delegacia com sede em Registro/SP.