PRF REALIZA MAIS UMA OPERAÇÃO DE FINAL DE SEMANA

Entre os dias 14 e 17 de março de 2013, a 5ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal desencadeou mais um operação na Régis. Mais de 1000 itens importados e R$ 78 mil em dinheiro foram apreendidos. Dois motoristas alcoolizados, sendo um deles inabilitado, foram presos em flagrante. Outras 07 pessoas foram detidas.

 

No dia 14, por volta das 09:00, PRFs em serviço na Unidade Operacional PRF Inspetor Sousa, km 525 da Régis, em Barra do Turvo, abordaram um ônibus de linha regular que vinha de Curitiba e ia para São Paulo. Em posse de um dos passageiros, um motorista profissional de 42 anos, foram encontrados 30 frascos de perfume, todos produzidos fora do Brasil. Questionado, acabou por admitir que os comprou no Paraguai, sendo que não prestou contas à Receita Federal. Assim, logo após a apreensão dos produtos, o motorista foi liberado, sendo que eles serão encaminhados à Alfândega de Santos/SP.

 

No mesmo ônibus, em posse de dois chineses, um de 29 e outro de 25 anos, ambos com visto permanente e estabelecidos no Brasil, foram encontrados R$ 78 mil em dinheiro. Questionados a respeito, não conseguiram comprovar a orígem dele, sendo ele foi apreendido para averiguação. Se conseguirem justificar a procedência lícita do dinheiro, ele será devolvido e eles.

 

Ainda no dia 14, por volta das 12:00, outro ônibus de linha regular que vinha de Curitiba e ia para São Paulo foi abordado por PRFs em serviço na Unidade Operacional PRF Inspetor Sousa, km 525 da Régis, em Barra do Turvo. Ao vistoriarem o interior do ônibus, em posse de um promotor de eventos de 39 anos, foram encontrados diversos produtos importados, dentre eles celulares Iphone, Notebooks e acessórios para celulares, num total de 200 itens. Questionado, o promotor de eventos admitiu que não prestou contas à Receita Federal quando entrou no Brasil após comprá-los no Paraguai. Os produtos foram apreendidos e serão encaminhados à Alfândega de Santos/SP.

 

No dia 15, por volta das 11:00, PRFs em serviço na Unidade Operacional PRF Inspetor Sousa, km 525 da Régis, em Barra do Turvo, abordaram um ônibus de linha regular que vinha de Curitiba e ia para São Paulo. Em seu bagageiro, foram encontradas três bolsas com diversos itens para pesca, sendo 1000 caixas de anzóis, 20 molinetes, 30 carretilhas 25 bobinas para molinete e 15 varas para pescar, num total de 1090 itens, adquiridos por R$ 5 mil. Através dos tickets de bagagem, identificaram que um casal de passageiros era proprietário do material. Sem documentação fiscal e aduaneira, os produtos foram apreendidos e serão encaminhados à Alfândega de Santos/SP.

 

No dia 16, por volta das 05:30, durante atendimento a acidente de trânsito envolvendo a motocicleta Suzuki Yes com placa de Registro, na altura do km 441 da Régis, trecho urbano de Registro, PRFs constataram que o condutor, um homem de 31 anos, não possuía habilitação. Logo após o registro do crime de trânsito e da apreensão da motocicleta, o motociclista foi liberado para responder criminalmente em liberdade. Foi aplica multa no valor de R$ 574,62 pela falta de habilitação.

 

No dia 16, por volta das 23:00, PRFs em serviço na Unidade Operacional da PRF de Registro, km 439 da Régis, abordaram uma motocicleta Suzuki Yes com placas de Registro, ora conduzida por um morador local.

Durante a entrevista inicial, constatou-se que o condutor, além de não possuir habilitação, também estava notoriamente alcoolizado, pois além de olhos e rosto vermelhos, seu hálito exalava forte odor etílico. Através do etilômetro, apurou-se o teor alcoólico de 0,65 miligramas de álcool por litro de ar alveolar. Assim, houve o registro dos Crimes de Trânsito e da apreensão da motocicleta. O condutor foi recolhido ao sistema carcerário da região. Os PRFs ainda aplicaram multa no valor de R$ 2.490,02 pela falta de habilitação e pela embriaguez.

 

No dia 17, por volta das 04:00, PRFs em serviço na Unidade Operacional da PRF de Cajati, km 498 da Régis, abordaram o automóvel VW Gol com placas de Taubaté/SP, ora conduzido por um homem de 27 anos. Já na entrevista inicial, os PRFs verificaram sinais notórios de embriaguez. Através do etilômetro, apurou-se o teor alcoólico de 0,43 miligramas de álcool por litro de ar alveolar, ou seja, o suficiente para caracterizar crime. Assim, logo após o registro do crime de trânsito e da apreensão do automóvel e da habilitação, o condutor foi recolhido ao sistema carcerário da região. Os PRFs também aplicaram multa no valor de R$ 1.915,40 pela embriaguez. O condutor poderá ter a habilitação suspensa por um ano.

 

Participaram dessa operação PRFs da 5ª Delegacia com sede em Registro.