PRF REALIZA OPERAÇÃO DE COMBATE AO CRIME

Nos dias 13 e 14 de janeiro de 2013, a PRF desencadeou mais uma operação de combate ao crime. Celulares importados ilegalmente, duas pequenas porções de maconha e um menor pilotando uma motocicleta foram apreendidos.

No dia 13, por volta das 23:00, durante patrulhamento no trecho urbano do município de Jacupiranga, na altura do km 477 da Régis, PRFs abordaram a motocicleta Honda CG125 com placas de Cajati/SP, ora conduzida por um jovem.

Ao entrevistá-lo, os PRFs suspeitaram que ele pudesse ser um adolescente, já que estava bastante nervoso e não portava habilitação ou documento de identidade. Após muita dificuldade, localizaram a residência e os documentos do condutor, momento que os PRFs descobriram que na verdade ele tinha apenas 17 anos de idade. Além disso, a moto não era licenciada há 03 anos.

Assim, logo após o registro do Ato Infracional, da aplicação de multas e da apreensão da motocicleta, o adolescente, através do Conselho Tutelar, foi entregue à sua mãe.

No dia 14, por volta das 03:00, na Unidade Operacional da PRF de Cajati, km 498 da Rodovia Régis Bittencourt, PRFs abordaram o automóvel VW Gol com placas de Santos/SP, ora conduzido por portuário de 22 anos e que estava acompanhado por dois amigos, um músico e um estudante.

Ao revistarem o automóvel, os PRFs encontraram 01 cigarro e 02 embalagens com 67 gramas de maconha. Perguntado, o condutor informou que adquiriu a maconha para consumo próprio.

Assim, por não estar caracterizado o tráfico, houve o registro da Posse do Entorpecente e a apreensão da maconha. Como não haviam sinais de que o portuário consumiu a droga antes de dirigir, ele foi liberado para prosseguir viagem.

No dia 14, por volta das 10:30, na Unidade Operacional da PRF de Cajati, km 498 da Rodovia Régis Bittencourt, PRFs abordaram um ônibus de linha regular que vinha de Curitiba e ia para São Paulo.

Ao vistoriarem o interior do veículo, suspeitaram de um passageiro, um rapaz de 23 anos. Dentro da sua bolsa encontraram 10 celulares Iphone 5. Questionado, admitiu que os aparelhos foram adquiridos no Paraguai sem o devido registro aduaneiro ao entrar no Brasil.

Assim, logo após a apreensão dos celulares, o condutor foi liberado para prosseguir viagem. Os celulares serão encaminhados à Receita Federal. Eles seriam comercializados por cerca de R$ 2.200,00 cada um.

 

Participaram dessa operação PRFs do Grupo de Patrulhamento Tático da 5ª Delegacia com sede em Registro.