Sacolas plásticas não degradáveis estão com dias contados na Ilha

Ilha Comprida– Começa a vigorar em 1 de janeiro de 2012, a Lei 751 que proíbe a circulação e o uso de sacolas e sacos plásticos não degradáveis no município. O comércio local deverá substituir o material por sacolas e sacos ecológicos ambientalmente corretos, de papel, tecido ou material oxibiodegradável ou biodegradável. A Lei foi criada a partir do projeto 04/2009, de autoria do

vereador Miguel da Silva Tallada (MIG) , aprovado por oito votos na Câmara.

De acordo com o vereador, o projeto de Lei atende aos princípios da sustentabilidade e conservação do meio ambiente. Vilãs, as sacolas plásticas não degradáveis – quando descartadas de maneira inapropriada – causam muitos estragos ambientais: poluem rios, entopem bueiros e levam séculos para se degradar. Também matam animais marinhos, que não sabem diferenciar o plástico do alimento. Ao ingerir o plástico, eles adoecem e morrem. O prefeito Décio Ventura destaca a importância da medida para o município que se adequa às normas ambientais de redução do uso de materiais não degradáveis.

Ecobags– Mas não é preciso esperar pela lei para a adoção de medidas que beneficiam o ambiente. O uso das ecobags – feitas de materiais reciclados – nas compras é uma das medidas importantes para reduzir o uso do plástico. Adote essa idéia.

 

Fonte – Assessoria de imprensa PMIC