Técnicos do município da Ilha resgataram um socó-boi

socoMoradores da praia do balneário Ancarpe acionaram técnicos do município da Ilha e do Corpo de Bombeiros para resgatar um socó-boi Tigrisoma lineatum que apresentava perda de peso e falta de forças para voar. O técnico ambiental do município da Ilha, Cristian Negrão da Silva, afirmou que a ave aquática não apresentava ferimentos, mas perda de peso.

Segundo Cristian, a plumagem colorida indica que a ave é jovem. Ela será observada, hidratada e alimentada por voluntários da Ong Amigos do Mar até seu encaminhamento para centros de recuperação de animais aquáticos. Além de Cristian, o resgate contou com apoio do cabo Marianno, do Corpo de Bombeiros e de Jociane de Oliveira, do Departamento Municipal de Econegócios.

O  nome da ave vem do grego tigris = tigre  e soma =corpo e do latim lineatum = linhas , o que significa ave com linhas com o corpo de tigre. Quando adulto chega a 93 cm de altura. A plumagem adulta – acinzentada e pescoço castanho – é adquirida aos dois anos de idade. O socó alimenta-se de quase tudo o que encontra: crustáceos, repteis, anfíbios, peixes e insetos.

Durante a época de reprodução emite uma forte voz que lembra o mugir de um boi. Ocorre da América Central à Bolívia e Argentina e em todo o Brasil.  Desde o início do ano, o município resgatou e devolveu ao habita natural outras cinco aves marinhas que apresentavam perda de peso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *