A visita de Washington Luís Pereira de Sousa

Foto restaurada por Luciano Faustino

A visita do então presidente do Estado de São Paulo, Washington Luís Pereira de Sousa* quando da inauguração da pedra fundamental da futura estrada Biguá-Iguape em 1921.

O célebre estadista Washington Luis Pereira de Souza visitou a cidade de Iguape no dia 18 de setembro de 1921, quando ocupava o cargo de presidente do Estado de São Paulo (hoje equivalente a governador). Ao desembarcar foi calorosamente recepcionado pelas autoridades e pelo povo iguapense, que se espremiam no cais do Porto General Osório (conhecido como Porto Grande).

Washington Luis veio a bordo do vapor Vicente de Carvalho, da Companhia de Navegação Fluvial Sul Paulista, chegando às 15:00 horas. Ao encontro do vapor presidencial, partiram do porto, na confortável lancha Maria, os doutores Frederico Roberto de Azevedo Marques e Manoel Gonçalves de Godoy, respectivamente juiz de direito e promotor público da Comarca de Iguape, representando o Fórum local; os vereadores major Avelino de Andrade e Silva e capitão Augusto Rollo, representando a Câmara Municipal; major Gentil Moreno Fortes e capitão Mário de Andrada Rollo, representando o diretório do Partido Republicano Paulista local; tenente Waldemiro Fortes, representando a Comissão Municipal de Agricultura; tenente José Lopes da Silva, 2º tabelião de notas; major Francisco Firmino de Pontes Oliveira, cartorário; e o sr. Celso Xavier, representante do semanário Tribuna de Iguape.

No cais do Porto Grande, aguardavam a chegada de Washington Luis o prefeito de Iguape, capitão Floramante Giglio, o vigário local, padre Paschoal Cassesse, autoridades, professores e alunos do Grupo Escolar local, além de grande massa popular, tendo o destacamento policial da cidade, postado junto ao cais, prestado a devida continência ao chefe do executivo estadual.

Para chegar em Iguape, o presidente do Estado de São Paulo teve que fazer o seguinte percurso: saiu de São Paulo, de trem, até Santos. Nesta cidade, pegou o trem da “Southern San Paulo Railway” Co., (também conhecida como Southern Railway), na estação Ana Costa, com destino ao então distrito de Santo Antônio do Juquiá, onde chegou depois de vários horas apreciando o rico cenário proporcionado pela mata atlântica do Vale do Ribeira. Em Juquiá, embarcou no vapor Vicente de Carvalho, da Companhia de Navegação Fluvial Sul Paulista, que pertencia ao jurista e poeta santista Vicente de Carvalho. O vapor singrou o Rio Ribeira, passou por Registro, Guaviruva, Porto do Ribeira e seguiu em demanda do Porto Grande, onde chegou no dia 21 de setembro de 1921. Nessa viagem de São Paulo a Iguape, Washington Luis não gastou menos de dois dias. Era um trajeto longo e cansativo, já que não existiam estradas de rodagem naquele tempo.

* Na antiga norma ortográfica, grafava-se Washington Luiz Pereira de Souza

 

CRÉDITOS:
Luciano Faustino
Acesse o Blog “História de Iguape”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *